quarta-feira, 30 de junho de 2010

Rituais Dedicados ao Orixá Xangô

Durante todo mês de Junho aconteceu no Ilê Axé Oxalá Talabi o ciclo de cerimônias e obrigações dedicadas ao Orixá do Fogo e da Justiça, Xangô. A presença forte do culto a este Orixá é muito marcante nas Casas de Candomblé de Pernambuco, chegando ao ponto de seu nome ser associado ao próprio culto religioso, o chamado Xangô do Nordeste. Quem nunca ouviu aquela expressão: "Vamos a um xangô?" Que seria um convite para uma festa numa casa de Candomblé independente a qual Orixá a festa é dedicada, ou até mesmo o termo "xangozerio" que seriam os adeptos do Candomblé Nagô.
No Ilê Axé Oxalá Talabi o Orixá é homenageado por todo mês de junho, o processo ritualístico inicia-se quando o Peji (espaço sagrado dedicado aos Orixás) é preparado e decorado para as obrigações, e os assentamentos, as contas e os objetos consagrados a Xangô também são purificados. Depois acontece o Ritual do Amalá e as oferendas dadas ao Xangô da casa e aos Xangôs dos filhos, seguindo acontece o ritual da Fogueira, o da Bandeira de Xangô e o Toque (xirê) dedicado a Xangô.

A Bandeira desde sua construção é um ritual que homenageia por todo mês o Orixá, as bandeiras que são estendidas aos pés de Xangô, permanecem no Terreiro durante todo mês e é um elemento que representa o quanto o orixá é reverenciado e o quanto os membros do terreiro prestam homenagens ao Deus dos trovões. Aos filhos de Xangô mais velhos da casa no toque dedicado à Xangô é incubida a missão de carregar as bandeiras até a frente do terreiro e aos filhos mais novos a missão de recolhê-las. No ritual da Fogueira que é feito sempre às seis horas da noite do dia 23 de junho, acontece a louvação ao fogo e a Xangô, a representação simbólica mostra a importância da oferta do fogo como elemento de axé para vitalidade de todos, a fogueira do terreiro em todos os anos é feita e acessa por Srº Aguinaldo Barbosa, filho de Xangô.

Para Mãe Dada as obrigações e a festa dedicada ao Orixá são muito importantes para todos do Terreiro: "Xangô é Rei, e Rei merece reverências e festa. Tudo que fazemos durante o mês nos enche de alegria, Xangô é o dono da justiça e por isso é muito importante mantermos nossas obrigações em dias com ele, para podermos ter sempre a justiça ao nosso lado, quando eu falo justiça eu falo de um modo geral, Xangô não aceita mentiras e é muito justo em suas decisões..." O toque dedicado ao Orixá aconteceu no último dia 27/06 concluindo os rituais e homenagens dedicados à Xangô. Os cânticos, danças e saudações foram feitos por todos do terreiros e pelos convidados. No término todos presentes poderam socializar a comida preferida do Orixá, foi servido a comida ritualística de Xangô, o Amalá, que é um prato preparado com quiabo e azeite de dendê, e também servido o carneiro cozido, o animal preferido de Xangô.

OBS: TODOS OS DIREITOS RESERVADOS as fotografias, vídeos e textos são exclusivamente do acervo de pesquisa do Ilê Axé Oxalá Talabi, ficando proibida assim suas reproduções sem prévia autorização.

4 comentários:

Jonatas - Igarassu disse...

xangô é REI
é REI nagô.
batam palmas minha gente para coroa de xangô,
xangô é REI
é REI nagô.

Salve xangô, sarava a todos desta casa nagô, sou de igarassu da Casa de Umbanda Caboclo Pena Branca de Mãe Tete de oxum. Achei muito bonita as homenagens para xangô.
Parabens para todos da casa por manter e realizar o toque de xango.
Aqui na nossa casa mãe também realiza a fogueira para xangô no dia 23. E como um bom filho de xangô eu sempre estou presente.

Muita Saúde a todos.
Axé

Martha disse...

Muito bom, mãe Dada. A senhora é uma luz nesse mundo de tantas injustiças e crueldades. Que Oxalá te abençoe e dê forças para continuar esse trabalho maravilhoso.

Beijos, pedindo sua benção,


Martha.

Anônimo disse...

Que linda festa para Xangô, aqui em Pernambuco esse Orixá é muito venerado mesmo. Obá Kossô, o rei.
Parabéns a todos do Terreiro pela divulgação no blog. Uma sugestão, vocês poderiam divulgar a agenda das festas aqui no blog, com dia e horário, assim os visitantes do blog poderiam conhecer o terreiro, pelo menos os daqui de PE.
Benção a todos e a Mãe Dada um abraço especial.

Lúcia.

Soraia - MG disse...

Linda Festa para o rei, não sabia deste ritual, achei super interesante, muito bonito mesmo. Geralmente nos martacatus também tem bandeiras destiunadas a alguns orixás, eu vi algumas no Museu do homem do nordeste ai em Pe.

Beijos a todos!!!

Bençã aMãe Dada.